segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Show do Paul McCartney: realização de um sonho!

exatamente uma semana atrás, vivenciei um momento histórico na vida de muitas pessoas que, assim como eu, são beatlemaníacos: assisti a um show de Paul McCartney bem na frente do palco. Foi algo maravilhoso e que sinceramente cheguei a pensar que nunca aconteceria comigo, pois até então Paul não dava sinais de que voltaria a pisar em terras tupiniquins tão cedo. Esse sonho só realizei depois de um certo esforço, força de vontade e muita paciência. Narro a seguir como foi que tudo aconteceu:



A NOTÍCIA DO SHOW E O SACRIFÍCIO NA COMPRA DO INGRESSO

Como todos sabem, em outubro foi anunciado que Paul McCartney voltaria, depois de 17 anos, ao Brasil para fazer alguns shows em São Paulo e Porto Alegre. Quando descobri isso eu quase tive um treco, fiquei morrendo de medo de não conseguir ingresso e tudo mais.
O primeiro stress que passei foi ao saber que na pré-venda só aceitariam cartões Bradesco (justo eu, cliente de outro banco). Minha sorte foi que, depois de quebrar a cabeça tentando achar alguém que confiasse suficientemente em mim para emprestar um cartão, meu namorado Nelson conseguiu um amigão dele que me deu essa força. O cartão era American Express que, dizia o site do ingresso, também seria aceito na pré-venda. Só que não foi bem assim que aconteceu, pois quando chegou o dia da tão esperada compra, quando eu já havia quase fechado o pedido, apareceu no sistema que apenas cartões Bradesco estavam sendo aceitos até aquele momento. Minha raiva naquela hora foi enorme, eu não sabia o que fazer. Até que, no Twitter, vi que um pessoal tinha acabado de passar a senha do fã clube do Paul pra quem quisesse utilizar na compra, pois com ela se poderia passar qualquer cartão. Tarde demais pra a mim, porque quando finalmente usei a senha, já não haviam mais ingressos disponíveis para a pista prime que eu tanto queria.
Fiquei desolada. Acabei comprando para a arquibancada, que era um dos poucos setores que ainda tinham ingressos. Mas não fiquei contente, me senti frustrada e impotente diante disso tudo.
Então, poucos dias depois, divulgaram a notícia de que Paul faria um show extra no dia seguinte ao que eu iria. Não pensei duas vezes: cancelei o ingresso de arquibancada e fiquei à postos aguardando a pré-venda e com o Twitter aberto, só esperando que lançassem a nova senha do fã clube. Nem passou pela minha cabeça avisar ao amigo do Nelson que eu usaria mais uma vez seu cartão, eu só conseguia pensar no show. E finalmente meu esforço e loucura foram recompensados: consegui comprar o ingresso para o setor que eu tanto sonhava!!
Foi uma alegria tão grande no momento da compra que saí gritando pela casa afora em plena madrugada, acordando minha família que nem sabia o que estava acontecendo!
No dia seguinte, meu pai até disse: "Você é fogo, hein Isabela, não sossegou até conseguir ficar na cara do cara!".

A VÉSPERA

Com a ansiedade aumentando a cada segundo, assisti e gravei em VHS o show de domingo, o primeiro que Paul fez em São Paulo. Chorei muito vendo ele cantar "My Love" e quase pude sentir exatamente como seria no dia seguinte: muitas lágrimas de felicidade e histeria em ver um dos caras que fez a trilha sonora de minha vida!


O GRANDE DIA

Rumamos eu, Nelson e um amigo nosso para o Morumbi e chegamos lá por volta do meio-dia. Fui logo para a fila da pista prime enqüanto meu namorado arranjava algum lugar para estacionar o nosso carro. A fila estava calma, mas depois começou a crescer enormemente.
Fila calma



Fila crescendo


Um tempo depois eles voltaram e esse nosso amigo tosco começou a tocar violão e cantar algumas músicas dos Beatles. Aí, o pessoal que estava na nossa frente na fila quis cantar junto. O negócio virou uma bagunça, teve até um cara com uma câmera profissional (que suspeito que seja da equipe do Paul, pois no palco as câmeras eram iguais a desse cara) que nos filmou cantando. Nesse meio tempo, comprei uma camiseta regata linda do show escrita "EU FUI".

Nelson e seu amigo tosco.

Eu e minha camiseta linda!


Enquanto a bagunça rolava na fila, choveu forte pra caramba. Até por isso, a entrada que estava agendada para às 17:30h atrasou, e o povo só começou a entrar no estádio lá pelas 18:30h. Quando a fila começou a andar, me despedi do meu namorado e fui para a revista. A policial só olhou minha mochila, nem me revistou e logo depois me liberou. Fui até a catraca, passei meu ingresso e pronto: vi o palco lá em frente. Aí saí correndo na chuva, tentando guardar o ingresso na carteira e me enrolando com a capa de chuva. Nessa correria os seguranças pediam para que não corrêssemos, pois o chão estava molhado e poderíamos nos estabacar no chão; ninguém (muito menos eu) queria saber, a gente estava era louco para chegar o mais perto possível do palco. E, quando dei por mim,estava a poucos passos da grade, num lugar privilegiadíssimo onde dava para ver o palco inteiro! Todos ao meu redor estavam como eu, bobos de alegria e sem acreditar na nossa sorte maravilhosa.


Tirei essa foto sentada no chão, esperando o show. Olha como eu tava perto do palco!

O tempo foi passando, choveu muito, e até cheguei a temer que o show fosse cancelado por causa da chuva, mas no fim, ela deu uma trégua. A ansiedade só aumentava, até que, no telão, começou a passar um "recapitula" de toda a carreira do Paul, com um pout-pourri remix de várias de suas músicas (que, sinceramente, eu não gostei, pois não sou fã de remixes). Cada vez mais eu tremia de ansiedade e emoção, pessoas que eu nem conhecia e estavam perto de mim até me falaram até pra eu ficar calma, haha!

Até que, enfim, o remix acabou, ficou um silêncio e... e... O PAUL APARECEU NO PALCOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!

Eu eu quase morri de tanto gritar e chorar!!!! Ele começou cantando "The Magical Mistery Tour", e eu só soluçando, sem acreditar que meu sonho estava se realizando. Era incrível, daonde eu estava conseguia vê-lo perfeitamente bem. É uma pena que as pilhas da minha câmera descarregaram pouco antes de eu entrar no estádio, tive de usar a câmera do meu celular e a resolução das fotos que tirei ficou péssima.



Foto de péssima qualidade, mas é o Paul!!!


Em um dado momento, gritei " Paul!" e fiz sinal de "Paz e Amor" para ele e... ELE ACENOU PRA MIM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O show foi maravilhoso, ele falou várias frases em português e fez muitas peripécias: rebolou, tirou sarro da gente na chuva... os momentos que particularmente me marcaram foram quando ele cantou "Something" em homenagem ao George enquanto apareciam muitas fotos dele no telão que eu nunca nem tinha visto antes (chorei muito, pois lembrei de quando o George faleceu e de como isso doeu na época), e na música "Live And Let Die", que teve fogos explodindo do palco literalmente pra nossa cara (deu até para sentir o calorão!).

Ao todo Paul tocou mais de 30 músicas em pouco mais de 3 horas e eu tive chiliques em todos os momentos. Enfim, o show terminou com um simpático "Até a próxima" dito por Paul seguido de uma chuva linda de papéis picados verdes e amarelos.
Papéis do show que colei no meu caderno.

Posso dizer sem sombra de dúvida que esse foi um dos melhores dias da minha vida, realizei meu sonho de ver um Beatle de perto, muito perto!


3 comentários:

Carraro disse...

Muito legal isso!

realizações de sonhos são o melhor combustivel pra seguir adiante!
vi apenas algumas imagens do estádio durante o show, com certeza a terra da garoa foi outra durante aqueles momentos!

alegria de viver disse...

FELIZ NATAL querida.

Com muito carinho BJS.

Jay A. disse...

Não tinha visto isso aqui ainda! Parabéns, pela sua realização!

Pena que não deu pra eu ir ):

PS: Ficou sabendo que Buenos Aieres vai ter um museu dos Beatles?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...