quarta-feira, 29 de maio de 2013

Minha experiência com a dieta Dukan


Eu sempre fui magra. Até mais ou menos os 19 anos de idade (2009) eu chegava até a ser magra demais. Mas, como tudo na vida um dia muda, meu corpo começou a apresentar diferenças. Ganhei uns quilinhos e gordurinhas que não me agradavam. Isso não quer dizer que fiquei gorda: dentro dos "padrões" eu ainda posso ser considerada esbelta. Mas, sinceramente, isso não me deixa muito feliz.

Foi aí que sem querer, no blog da Thaís, ouvi falar pela primeira vez da Dieta Atkins. Me interessei bastante pelo assunto, baixei o livro e tudo mais. Mas fiquei um pouco receosa de essa dieta ser muito radical, ou me causar algum problema de saúde, etc. Hesitei bastante em iniciá-la e, no meio tempo dessa hesitação, conheci a Dieta Dukan, que tem muita coisa similar à Atkins, mas com diferenças significativas, que chamaram minha atenção. Li o livro , vi os resultados impressionantes de muitas pessoas, e resolvi começar de vez. 

Em março me adentrei da fase inicial da dieta, a Ataque (ou PP, "Proteína Pura"), e arrastei o marido comigo (ele também não estava lá muito contente com a própria silhueta). Mudamos muitos de nossos hábitos: nada de bebidas alcoólicas, carboidratos, gorduras e açúcares; o negócio então passou a ser só proteínas, farelos, chás e muita água. Para mim, especialmente, foi bem difícil, pois sou uma compulsiva por doces. Tive de aprender várias receitas diferentes para driblar a mesmice. Mas o esforço compensou, e em pouco tempo (pouquíssimo mesmo!) perdemos, cada um, 3kg!

Estava tudo caminhando bem, quando a maldita gripe nos pegou de jeito (primeiro ele, depois eu). Ficamos muito mal, precisei tomar injeção e antibióticos e, infelizmente, tivemos de interromper a dieta. Nessa brincadeira acabei recuperando o que tinha perdido, e o marido ganhou mais ou menos um quilo e meio. 

Mas não desistimos, e cá estamos nós de novo na dieta (há pouco mais de duas semanas). Maridão já perdeu o pesinho que tinha ganho e mandou embora ainda mais uns extras, e eu perdi até agora 2kg (metabolismo feminino é fogo, bem mais lento!).

Minha opinião geral sobre a Dukan é: apesar de ser um pouco pesada para o bolso (pois grande parte dos produtos light/diet/0% de gordura são muito mais caros que os convencionais), vale a pena fazê-la, principalmente para aqueles que já fizeram outras dietas e não obtiveram os resultados esperados. Têm-se apenas que ter em mente que, como toda dieta, exige esforços constantes e muita disciplina (afinal ela é bem restritiva - principalmente no começo), além de uma atenção maior à saúde e à forma como o corpo reage a tantas mudanças "repentinas" que vão ocorrendo ao longo das fases. Nos sentimos muito fracos no início, pois nosso organismo estava praticamente viciado em açúcares, mas com o tempo nos acostumamos e ficamos bem.

Ao longo da dieta quero postar mais aqui no blog os resultados que formos conseguindo. Não estamos muito longe de nossa meta, então espero que logo logo eu possa postar com toda a alegria algo como: "eba, voltei ao meu peso de alguns anos atrás!".

Para terminar, recomendo que os interessados na dieta Dukan, antes de mais nada, leiam o livro com muita atenção e cuidado e avaliem se realmente vale a pena (cada caso é um caso, não é mesmo?). No site brasileiro da dieta dá pra fazer gratuitamente uma avaliação de peso ideal e, com ela, saber quando tempo pode-se ficar em cada etapa, de acordo com seu metabolismo/peso atual/etc.

Ah, as meninas que quiserem saber mais também podem entrar num grupo bem legal de mulheres que fazem a dieta, esse aqui ;)


Um comentário:

Isabel disse...

minha experiência com a dukan não foi legal: ficava muito fraca e mau humorada. sei lá, o resultado é bom, mas não me sinto saudável sem frutas, sabe? acho que acaba não compensando...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...