domingo, 25 de novembro de 2012

The Band, uma maravilhosa banda canadense

Quando eu tinha 12 anos, meu pai ressuscitou nosso antigo video cassete (um modelo de 1987 tão antigo que o controle remoto tinha fio). Ele começou a assistir várias fitas que estavam guardadas. Uma delas era de um tal show de uma tal banda chamada "The Band". Lembro que me interessei em ver esse show porque meu pai tinha comentado que o Ringo Starr fazia uma participação especial (pois é, nessa época eu já era beatlemaníaca). Então resolvi assistir ao filme, só para ver como era. Se chamava "The Last Waltz" (na época que foi lançado no Brasil, nos anos 70, o intitularam como "O último concerto de Rock". Ah, como essas traduções eram nada a ver!).

E quando vi o filme...

...Eu endoidei do começo ao fim...

...E passei a amar The Band.

The Band foi uma banda canadense de  Rock que tocou com nomes como Ronnie Hawkins e Bob Dylan. Eles não foram muito conhecidos durante sua carreira e, ironicamente, o auge de sua história foi com o filme "The Last Waltz", dirigido por Martin Scorcese, que documentava o último show da banda antes de sua separação. A fotografia desse filme é linda e as músicas, maravilhosas. O show foi apresentado e gravado em 1976, mas o filme só foi para os cinemas em 1978. A apresentação contava com a participação de grandes nomes do Country/Blue/Folk, como: Muddy Waters, Dr. John, Joni Mitchell, Neil Young, Bob Dylan, Eric Clapton, Neil Diamond, Ringo Starr, Ron Wood (dos Rolling Stones), entre outros (muuuitos outros!).

Trailer do filme:

                 

Posso dizer que já assisti a esse filme, pelo menos, umas 25 vezes nesses 10 anos. Antes em VHS, depois em DVD. Cheguei até a decorar algumas frases que eles falam. Não sei explicar o porquê, mas esse filme sempre me trouxe boas emoções; todas as músicas que aparecem nele me marcaram de algum modo e me trazem boas lembranças da época em que o vi pela primeira vez. Sem contar que foi através desse longa que tive interesse em conhecer mais à fundo nomes da música como Neil Young, Neil Diamond e Joni Mitchell.

Garth Hudson, Richard Manuel, Levon Helm, Robbie Robertson e Rick Danko, eis The Band!

A banda retornou à ativa anos depois desse filme com uma formação um pouco diferente e continuou fazendo shows por aí. Em 1986 um dos vocalistas e multi-instrumentista da banda, Richard Manuel, faleceu; em 10 de dezembro de 1999, foi a vez do baixista Rick Danko nos deixar e, em 19 de abril de 2012, o baterista Levon Helm também partiu (fiquei tão mal com isso!)

Fico triste que eles não sejam muito conhecidos no Brasil, pois seu som é ótimo e sua discografia repleta de discos muito legais. Recomendo fortemente álbuns como "Music from the Big Pink".

Tenho um carinho especial por The Band  e considero-os uma das minhas bandas preferidas (ao lado de Beatles e Thin Lizzy).

A discografia deles pode ser encontrada aqui =)

sábado, 10 de novembro de 2012

Jacques Tati, um gênio francês

Nesse post aqui, falei de Jerry Lewis, um ator/diretor/roteirista que fez sucesso principalmente nos anos 50/60 com comédias que adoro. Outro ator/diretor/roteirista da mesma época e que também tenho muito apreço é o francês Jacques Tati. A primeira vez que vi um de seus filmes foi em 2002, quando eu tinha 12 anos. Lembro muito bem desse dia: assisti ao filme "Meu tio", exibido num canal não muito conhecido e em um sábado à noite. Era uma comédia com poucos diálogos, com um personagem chamado Sr. Hulot e composta de muitas cenas cômicas que misturavam surrealismo e críticas sociais expostas de forma leve e sutil. Amei logo de cara, e ri demais.

Nesse mesmo ano, e no mesmo canal, tive a chance de assistir a mais dois filmes seus: um curta metragem chamado "Curso Noturno", outro filme que achei muito engraçado e inteligente, e o "As férias do Sr. Hulot".

Como Jacques não é muito conhecido do grande público daqui, fiquei muitos e muitos anos sem poder assistir a nenhum outro filme dele, tanto porque sua obra não era mais exibida em nenhum outro canal aberto, como também porque nunca achei em nenhum lugar DVD's para alugar e/ou comprar.

Então, em 2009, no ano da França no Brasil, tive uma feliz surpresa: haveriam várias sessões de filmes do Jacques Tati no Centro Cultural Banco do Brasil, e de graça! Lógico que arrastei minha mãe (que também curte o Tati) e fomos para lá. Vi mais uma vez o "Curso Noturno" e alguns outros curta metragens do início de sua carreira (um até de 1936!). Pude também ver o "Playtime", outro filme bem no estilo de Tati, com poucos diálogos, imagens lindas e cenas engraçadas e até meio nonsense.

O que me faz gostar de Tati, além de seu humor característico, é a forma como ele conduz seus filmes: cheios de detalhes muito modernos para a época, cenários futurísticos, imagens lindas muito amplas e iluminadas e a habilidade que ele tinha em expressar várias idéias sem praticamente falar uma palavra sequer.

Engraçado é que, quando penso no nome Jacques Tati, a primeira imagem que me vem à cabeça é a dele caracterizado como seu personagem mais recorrente, o senhor Hulot:

Sobretudo, guarda-chuva debaixo do braço, chapéu e cachimbo: aqui está Monsieur Hulot!

Acho muito triste o fato de Tati não ser muito conhecido aqui no Brasil. Para mim, ele foi super competente em toda a sua obra, e com certeza merece muito mais reconhecimento por seu trabalho.

Para quem se interessar em assistir seus filmes, já aviso: infelizmente é muito difícil de encontrá-los. Algum tempo atrás achei torrents de alguns de seus curta metragens, e dos filmes "Playtime" e "Meu tio", mas eles têm pouquíssimos feeds, o que dificulta o download. Para encontrar legendas em português também é meio complicado (um dos motivos que quero aprender francês, hehehe!). Mas acredito que todo o esforço vale a pena em se tratando de coisas legais como a obra maravilhosa de Jacques Tati!

Atualizado: encontrei um lugar para baixar "Meu tio" com torrent + legenda em português! Só clicar aqui!

Achei também o torrent com legendas em português de "Playtime": clique aqui

Link para três curta metragens de Tati, aqui.

Ah, e eu não sabia que tinham lançado uma animação baseada num script escrito por Tati: "L'Illusionniste" . Achei o torrent aqui e já estou baixando para ver se é legal. Se eu gostar, posto aqui minha opinião!


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

11 perguntas e 11 coisas sobre mim...


A dona Joana Anita me linkou num meme bem legal. Ele me fez lembrar aquele cadernos de perguntas e respostas, e as "regras" são assim:

- responder as perguntas da Anitão

- falar 11 coisas aleatórias sobre mim;

- criar 11 novas perguntas para 11 blogueiras que eu escolher.

So, let's go!

1 - Na sua infância, qual era a profissão que você queria seguir?
Arquitetura, hahaha! Lembro até de uma vez que minha mãe me deu uma revista dessa área e eu ficava vendo as ilustrações e viajando...

2 - E hoje, o que você faz/estuda?
Estudo Direito.

3 - O que é realização profissional?
Pode parecer clichê, mas penso que é fazer o que se ama e da forma mais competente possível.

4 - Uma coisa que você gostou/usou e hoje tem vergonha.
Quando eu tinha 6 anos cheguei a dançar É o Tchan! com minha prima, affe!

5 - Uma boa lembrança da sua infância.
Ir à casa da minha avó, ver meus primos e brincar com eles num parquinho que tinha lá perto.

6 - Uma coisa boa que aconteceu com você ontem.
Meu marido e eu visitamos meu pai, assistimos filmes de Rock juntos e foi muito legal.

7 - Para qual lugar você mais gostou de viajar?
São Thomé das Letras, em Minas Gerais.

8 - Onde gostaria de viajar nas próximas férias?
Praia! (qualquer que seja, sendo praia tá valendo!)

9 - Se você fosse um super-herói, qual seria e porque?
Sakura Card Captor ou Sailor Moon (valem como super-heroínas, né?), porque elas são lindas e, ao mesmo tempo que aparentam ser inseguras, também demonstram muita força e valentia quando necessário (sou assim também, hehehe!).

10 - Se fosse um ator, qual filme você gostaria de fazer?
My Girl 1 e 2 (Meu primeiro amor 1 e 2) porque se passam nos anos 70 e ambos têm enredos delicados e lindos (pelo menos na minha opinião).

11 - Se tivesse uma máquina do tempo, para qual período viajaria, em relação a moda e música da época? 
Anos 70, com TODA a certeza! Adoro as calças boca-de-sino, as batas, os tamancos babuche, as bandas da época (como Thin Lizzy, Led Zeppelin, etc), filmes como Grease... aquela época parece ter sido muito legal!

11 coisas sobre mim:

1 - Tenho medo de elevador. Toda vez que preciso usar um, sinto que ele vai despencar, é horrível. Tudo começou quando eu tinha uns 8 ou 9 anos e vi uma notícia de um acidente com vítimas; nunca mais esqueci. Tanto que, quando fui ao Playcenter, amarelei na fila do Turbo Drop e não entrei no brinquedo de jeito nenhum!

2 - Até os 10 anos de idade tive vários amigos imaginários. Alguns deles eram até famosos, como: Raul Seixas, John Lennon e Albert Einstein (sério), hahaha!.

3 - Aos 9 anos li uma biografia do Albert Einstein e pirei na história de sua vida. Decorei data de nascimento/morte, nome dos pais/irmãos/filhos, etc. O que mais eu admirava nele era sua personalidade pacífica e simples, que não se afetava mesmo sendo considerado um dos maiores gênios de sua época. Apesar de eu conhecer bastante sua vida pessoal, só fui entender seu trabalho científico muitos e muitos anos depois!

4 - Odeio feijoada (tem tudo o que eu não gosto: carne de porco, feijão preto e couve, eca!)

5 - Só gosto de refrigerante se estiver sem gás.

6 - Sou extremamente ciumenta com tudo o que eu amo.

7 - Descobri, através de um teste, que tenho um dos tipos de personalidade mais raros do mundo =P

8 - Meu seriado preferido é Sabrina, aprendiz de feiticeira.

9 - Recentemente percebi que adoro conhecer novos idiomas. Aprendi a falar inglês praticamente sozinha, estou começando a me aventurar no esperanto e quero ainda saber falar francês, italiano e alemão (sei que vai demorar, mas um dia eu consigo!).

10 - As três bandas que mais amo são Beatles, Thin Lizzy e The Band.

11 - Sou destra para a maioria das coisas, mas para instrumentos de cordas me sinto muito mais à vontade  tocando como canhota.

Bom, como não lembrei de muita gente para fazer esse meme, deixo livre pra quem se interessar.

Perguntas para quem quiser responder:

1 - Qual filme marcou sua infância?
2 - De onde sua família é (país, estado, etc)?
3 - Você já teve um grande sonho realizado? Qual?
4 - Quais foram os últimos dois livros que você leu recentemente?
5 - O que mais te irrita nas pessoas em geral?
6 - Do que você se arrepende de ter feito?
7 - Que tipo de música mais te agrada?
8 - Qual pessoa famosa te inspira, e por quê?
9 - Você teria coragem de pintar o cabelo de alguma cor estapafúrdia? Se sim, qual?
10 - Qual seu prato preferido?
11 - Como você acha que o mundo estará daqui a 50 anos?

O post foi meio longo, mas gostei muito de responder às perguntas ^^

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Jerry Lewis e seu trabalho incrível

Um assunto que adoro, e tenho certeza de que muita gente também ama é cinema. Curto muito filmes atuais e vira e mexe assisto coisas novas ao lado do meu marido lindo. Mas os filmes antigos ainda são os que mais me agradam. Como muita coisa do que eu gosto não é tão conhecida do pessoal, resolvi escrever um pouco sobre isso no blog. Acho que o que é legal sempre tem que ser compartilhado com o maior número de pessoas possível, não é mesmo? =)

Então vamos lá:

Primeiramente, tenho de dizer: uma das coisas que mais amo na vida é dar risada e, além disso, meu gênero favorito, definitivamente, é o humor. Tanto para seriados, quanto para cinema e para tantas outras coisas na vida. Até para ouvir música prefiro mil vezes algo alegre do que qualquer coisa que me deixe para baixo.

Então, não por acaso, um dos meus atores/diretores favoritos é o Jerry Lewis. Comecei a assistir seus filmes quando ainda era pequena; minha mãe já gostava muito dele e costumava assistí-lo nos sábados à tarde, quando normalmente ele aparecia no Canal 21 ou na Rede TV!. Logo que comecei a ver seu trabalho, tive a impressão de que Jerry fizesse um humor forçado demais para o meu gosto. Mas depois, com o tempo, fui curtindo cada vez mais seus filmes, até chegar o ponto de admitir que estava me tornando fã.

Ele atuou e dirigiu inúmeros filmes desde os anos 40. Seu estilo é predominantemente o humor pastelão, e várias situações nos enredos de suas obras beiram ao humor nonsense e surreal.

Minha pequena (e incompleta!) coleção de dvd's do Jerry
A maioria dos filmes de Jerry Lewis traz histórias leves e até meio clichês em determinado ponto. Muitos de seus personagens são pobres injustiçados e bem atrapalhados, que ao longo da história descobrem sua "cara metade" e percebem que são muito mais fortes do que imaginavam. 

A grande marca registrada de Lewis são seus trejeitos desengonçados e caretas doidas. Jim Carrey sem dúvida alguma deve ter assistido muito o Jerry antes de ficar famoso.

Uma "amostra" de seus trejeitos:
 Adoro esse vídeo

Lewis, em seus primeiros anos, teve carreira de sucesso ao lado do ator Dean Martin mas, sinceramente, prefiro seu trabalho solo. Acho que ele teve mais abertura para suas interpretações, sem contar que seus filmes ficaram muito melhores a partir do momento em que o próprio passou a dirigí-los.


Jerry nos anos 60

Meus filmes preferidos são The Geisha BoyThe BellboyCinderfellaThe Ladies Man (que foi o primeiro filme dele que vi e adorei logo de cara) e The Nutty Professor (mais conhecido como "O Professor Aloprado". Pois é, o filme original é do Jerry Lewis, e não de Eddie Murphy, como muitos pensam!)

Como eu disse no início do post, adoro dar risada. Acho que a vida sem bom humor é algo desolador. Apesar de eu muitas vezes aparentar ser uma pessoa "séria", "reservada" e/ou "mau-humorada", a verdade é que eu adoro uma graça. Por esses e outras, acho Jerry Lewis um grande e talentoso cineasta. Morro de rir com seus filmes, e sei que, se depender de mim, até meus filhos irão assistí-los.
Não agüentei e fiz um GIF do Professor Aloprado!


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Vivendo e aprendendo a desapegar

Sempre fui uma pessoa meio propensa a acumular coisas, talvez pelo fato de eu ser um pouco apegada a lembranças e avessa a mudanças drásticas. Minha mãe constantemente me criticava por ter esse tipo de hábito, pois sempre teve um jeito meio minimalista de ser: nunca gostou de casas cheias de "badulaques" e móveis em excesso, etc. O mesmo, para ela, se aplicava às roupas: logo mandava embora as que não serviam ou que ficavam algum tempo sem uso. Esse era um motivo de constantes discussões entre nós: ela sempre me coagindo a doar algumas peças e eu sempre muito relutante.

Então, quando me casei, pensei: "que bom, agora posso ter todas as coisa que eu quero sem minha mãe encher a paciência por isso!". Mas com o tempo percebi o quanto esse hábito de acumular coisas (principalmente roupas) estava me atrapalhando: em nosso guarda roupas quase já não cabia mais nada e 90% de tudo o que tinha lá dentro era meu. O pior é que nem sou uma pessoa "compradora doida". Raramente compro roupas e sapatos, a maioria do que tenho ganhei da minha mãe ou de minha avó. O que acontece mesmo é que, como não engordei muito nesses anos todos, tenho peças de roupas de até 12 anos atrás! Então acabou que tudo foi se acumulando ao longo do tempo =(

Que bagunça
Até que, por volta do começo desse ano, através do blog da Thaís, conheci um outro ótimo blog que fala bastante sobre minimalismo, o "The Busy Woman e the Stripy Cat". Lendo os textos da Rita, vendo toda a sua "evolução" como minimalista e toda sua alegria em se livrar de coisas que (para ela) já não tinham muito valor, pude perceber que no fundo eu sentia falta da tranquilidade que a visão "menos é mais" traz. Percebi que realmente parece ser muito legal a idéia de que, se tivermos menos coisas, teremos menos preocupações (com limpeza, manutenção, arrumação em geral) e poderemos nos focar no que nos faz bem.

Logo quis aplicar isso à minha vida. Mas tenho de admitir, não é nada fácil. Ainda sinto muita dificuldade de me desapegar de roupas que me lembram determinados momentos (sou do tipo de pessoa que vê uma calça jeans e pensa "ah, foi com ela que eu fui ao show do Paul McCartney, não posso deixá-la!" - meio doentio, eu sei) e coisas do tipo.

Só que agora é definitivo: quero me livrar de pelo menos 25% das roupas que tenho no meu guarda roupa. Comecei por deixar de lado algumas que sei que não estão mais caindo tão bem em mim, e coloquei em uma sacola bem perto de onde me arrumo quando vou sair, assim nunca me esqueço de que aquelas roupas estão destinadas à doação. E percebi que comigo tem que ser meio que tratamento de choque: outro dia tocaram a campainha pedindo doações de roupas; não pensei duas vezes e corri para pegar a sacola que já estava separada, sem nem me dar tempo de titubear (e vou fazer assim sempre!).

Tenho ainda muito o que mandar embora. Pretendo comprar roupas novas só quando eu já tiver me livrado das antigas (um certo estímulo "de mim para eu mesma" para ver se assim termino isso logo, hehe!). Quero também me livrar de cadernos antigos, revistas e outras coisas que já não me são tão importantes. Imaginar que terei apenas as coisas que realmente significam alguma coisa para mim me traz uma tranqüilidade muito boa, não vejo a hora de concretizar plenamente isso!

E eu sei que vou conseguir =)

Ah, o título desse post foi totalmente inspirado (óbvio) nessa música muito legal que a Elis canta:

                             

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O que tenho feito nesses últimos tempos

O casal mais lindo do mundo!
Ando sumida porque a faculdade está puxada, tive milhares de provas complicadas e muita coisa para estudar. Também, meu marido e eu estamos com alguns planos muito legais e precisamos nos dedicar a eles. Nesse meio tempo em que sumi do blog, fiz algumas coisas bobas, nada de mais:

Fiz um cartão de aniversário pra minha mãe (na foto ele ainda não está finalizado)
Li um pouco (menos do que gostaria)

Bamboleei,como sempre.

Fui à Expo Music com meu marido lindo, vimos muita coisa legal e achei um stand com instrumentos para canhotos!

Fiz muitas coisas mais, mas depois vou postando algumas fotos (elas não estão nesse computador que estou usando).

Ah!

Dia 27 de setembro Nelson e eu completamos 3 anos juntos, contando o tempo de namoro e tudo mais. Cada dia que passa tenho mais certeza de que tenho o homem certo em minha vida. Nunca alguém dividiu tantos momentos comigo quanto o meu marido, ele sempre está ao meu lado, aturando meus momentos de chata, cuidando de mim quando preciso, sendo uma pessoa maravilhosa. Nunca amei tanto alguém como o amo, e esse sentimento se solidifica dia-a-dia. =)

Enfim, por hoje é isso, pessoal!




sábado, 18 de agosto de 2012

Meu mais recente trabalho em bordado

Algumas vezes comentei aqui que gosto de bordar, mas acredito que nunca cheguei a sequer mostrar uma foto dos meus trabalhinhos, hehehe! Enfim, nuca postei fotos porque eu estava sem uma câmera decente que conseguisse captar os detalhes que eu gostaria. Pois bem agora eu tenho uma boa câmera!

Essa semana consegui terminar uma toalha que tinham me encomendado há muito tempo, e acho que o resultado foi muito bom, olha só:

Visão geral da toalha com frente e verso (procuro ao máximo bordar com o avesso mais perfeito possível)

Detalhe do desenho (frente e verso)

Detalhe do outro desenho (também frente e verso)

E aí, meu trabalho ficou bom? Espero que tenham gostado.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Meme escrito

Nunca fui muito de fazer memes, mas vi esse em alguns blogs gringos e também no da Bianca, achei interessante e resolvi fazer. A proposta é responder as perguntas a seguir com a sua própria letra de mão. As perguntas são essas:

1. Qual é o seu nome?
2. URL do seu blog.
3. Escreva: 'A rápida raposa marrom pula sobre o cão preguiçoso'.
4. Citação favorita.
5. Música favortia (no momento).
6. Cantor/Banda favorita (no momento).
7. Diga o que quiser.
8. Indique 3 ou 5 blogs.
 



E aí, minha letra é legível? Hahaha!

sábado, 21 de julho de 2012

Músicas incríveis

Não vejo minha vida com a mesma graça se não existisse música. Acredito que ela é um dos melhores panos de fundo de nosso dia-a-dia. Quase não consigo explicar a sensação maravilhosa que tenho ao ouvir determinadas canções, e sei que não é só comigo que isso acontece.

Num outro post mostrei umas músicas que me tocam. Aí vão mais algumas que me dão uma "coisa":







São músicas que me trazem alegria, saudades de lugares desconhecidos... enfim, proporcionam múltiplas sensações boas =)

E quais são as músicas que te tocam?

sexta-feira, 13 de julho de 2012

♪ E hoje ainda é dia de ROCK! ♫

Foto minha de 2524412 anos atrás
 sendo "roqueirinha malvada!"
Como muita gente sabe, sou filha de hippies e cresci ouvindo Rock. Meu pai conta que, quando eu era bebê, minha mãe fazia faculdade à noite, então ele ficava cuidando de mim e me colocava para dormir embalada ao som de Deep Purple, hahaha! Ele também se lembra de que eu sempre ficava toda saltitante e pulando no berço quando colocava para tocar Suzi Quatro. Eu me lembro de sempre ouvir muita coisa legal, tanto que determinadas músicas me trazem até hoje muitas lembranças de minha infância.

E aí que hoje é o tal dia do Rock e estou aqui comemorando isso =) Música é e sempre será algo essencial em minha vida, e agradeço sempre ao destino por ter conhecido meu marido, que ama Rock'n'Roll tanto quanto eu. Acho que muita coisa seria diferente na minha história se eu não tivesse tido esse estilo musical como trilha sonora ♥

Então vamos lá curtir, porque hoje ainda é dia de ROCK! (e sexta-feira 13, pra ficar mais legal, hehehe!)
        
                  



terça-feira, 3 de julho de 2012

Um desenho muito fofo e meu novo vídeo

Outro dia a Anita postou um desabafo sobre algumas desventuras que lhe aconteceram. Eu, nos comentários do post dela, também desabafei, e contei minha triste história de até hoje não ter conseguido tirar minha CHN. Pois é, não consegui, mas não foi por incompetência minha, e sim por MUITO azar e descaso do Detran de São Paulo, mas esse é assunto para um próximo post...

O fato é que a fofa da Anita se solidarizou com minha história e fez um desenho meu! Só assim pra eu ter minha habilitação, hahaha! Olha que fofo:


O que achei mais fofo foi que ela fez até minhas mechas azuis! (pois é, pintei algumas mechas, mas esse também é assunto pra um próximo post!)

Adorei esse desenho!!

Mudando de assunto...

Ontem, meu primeiro dia de férias, coloquei em prática uma idéia que tive há algumas semanas: fazer um vídeo falando um pouco sobre bambolês e registrando minha evolução nesse exercício. Deu o maior trabalho, ainda mais porque poucas vezes em minha vida fiz edições de vídeos, mas ficou bem dentro do que eu queria. 

Olha só:

    

                         
Espero que gostem =) Pretendo fazer mais vídeos assim, mostrando o que aprender e dando algumas dicas pra quem se interessar em bambolear.

domingo, 1 de julho de 2012

Uma nova aspiração

Sempre fui uma pessoa meio bagunceira e um tanto quanto propensa a juntar tranqueiras desnecessárias. Mas, no fundo, o que sempre quis mesmo (até quando era criança) era me organizar e me transformar numa pessoa mais disciplinada (em todos os sentidos: estudos, horários, etc). Mas o problema sempre foi conseguir essa tal disciplina. 

Muitas e muitas vezes tentei estabelecer horários para fazer tarefas, organizar minhas coisinhas e dar um jeito nas milhares peças de roupa que sempre se acumularam no meu guarda-roupa, mas nada disso deu certo. Até que me casei, fui morar numa casa minha e do meu marido (sem pais - e principalmente sem mãe - para me mandar fazer as coisas), e senti que necessitava DE VERDADE de um pouco mais de organização. Em relação às contas, despesas com comida, planejamento de refeições, arrumação de casa e sua rotina, e por aí vai... mas até agora minhas expectativas não vêm se realizando, principalmente porque eu começo tudo no maior pique, desanimo no meio do caminho e acabo jogando tudo para o alto. Mas agora é decisivo: quero mudar essa situação de uma vez por todas.

Tenho lido blogs de minimalismo e organização como o The Busy Woman and the Stripy Cat, entre outros, que têm me inspirado muito em relação à esse assunto. Quero me livrar da tralha que tenho guardada há tempos sem motivo algum, sinto necessidade de me desfazer de roupas que tenho há mais de 10 anos (só não me desfiz delas ainda porque continuam me servindo - por mais incrível que isso pareça) e que já não são a minha cara (mesmo porque já estão velhas, poídas e esburacadas) e tudo mais.

Ler blogs e alguns e-books de minimalismo tem me encorajado bastante, então essas são mais algumas metas a serem cumpridas nas férias: simplificar minhas coisas (diminuir a quantidade de tranqueiras e roupas velhas), criar uma rotina organizada e estabelecer um pouco mais de planejamento em minha vida.  Vamos ver se consigo. 

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Meus planos para as férias.

Esse semestre foi bem mais agitado do que eu imaginava. A faculdade tem me enchido de textos e mais textos e mais textos e mais textos para ler, e isso tem me deixado perdidinha. Mas ainda bem que as semanas de provas estão acabando, e na próxima já estarei nas tão esperadas férias! Quero muito aproveitar bem esse um mês que terei de folga, tanto que pretendo fazer algumas determinadas coisas:

  • Rever as matérias dos primeiros bimestres da faculdade - pois é, eu sei que estarei em férias, mas acho que, se eu não mantiver pelo menos um pouco a rotina de estudos, quando as aulas voltarem vou acabar me "embolando" muito.
  • Ler o máximo possível - já estou com alguns livros paradidáticos reservados para as férias, e até comprei um romance em inglês (meu "primeiro" livro adulto em inglês, aliás) para exercitar minha leitura nessa língua que tanto amo =) 
  • Praticar bambolê - nas últimas semanas negligenciei um pouco meus bambolês, mas nas férias quero desenferrujar as acrobacias que já aprendi e também tentar desenvolver mais algumas.
  • Praticar desenho, terminar bordados pendentes e começar alguns novos - amo desenhar, mas também andei deixando isso um pouco de lado, então nesses dias de folga quero me focar nisso também. Bordados pendentes eu tenho uma toalha que minha mãe encomendou ano passado (que vergonha de mim, hahaha!) e um quadro que quero dar para minha avó paterna; pretendo também começar uma toalha para uma parente do meu marido, espero que eu consiga!
  • Assistir a vários seriados antigos - Ultimamente baixei várias coisas que eu adorava assistir quando era mais nova: BlossomSabrina, aprendiz de feiticeira, "Full house" (Três é demais), Two of a kind e várias outras, mas por enquanto ainda não assisti nem metade, então quero usar esses dias também para isso.

Além desses planos, tenho mais algumas coisas em mente, claro, mas por aí já dá para se ter uma idéia do que pretendo. Quero aproveitar da melhor forma possível esse tempo livre, e espero de verdade que eu consiga. Acho que a sensação de voltar às aulas sabendo que meus dias em casa não foram em vão é uma das melhores coisas que eu, como estudante, posso sentir =)

    Estou de volta

    Eu sei, eu sei, eu sempre sumo. Mas agora estou a fim de postar com mais freqüência e sobre assuntos mais variados. Vejo tantas coisas legais na internet e tenho a sensação de que também posso postar coisas legais e melhorar cada vez mais minhas postagens, então é isso mesmo que farei.

    Essa é minha promessa, e vocês sabem que "promessa é dívida", né?

    See ya, guys!!

    sábado, 16 de junho de 2012

    5 anos e quase um mês de blog

    Mês passado meu blog completou 5 anos, mas a preguiça e a falta de idéias me fizeram esquecer completamente de postar qualquer coisa comemorativa. Mas cá estou eu relembrando esse fato e me felicitando por ter conseguido manter esse espaço onde ainda venho de vez em nunca compartilhar pequenas coisas...

    Semana que vem é meu aniversário, completo 22 anos. Nem acredito como o tempo passou rápido. Pode parecer conversa de velho, mas realmente sinto como se tivesse sido ontem que completei 12 anos. Sinto quase como se nem tivesse mais idade. Tanto porque me perdi nos anos quanto pelo fato de que ninguém acredita mesmo que já sou "adulta" (todo mundo quando me vê pensa que tenho 16 anos).

    Visitei recentemente meus parentes no Paraná e senti muitas coisas engraçadas. Rever as casas onde morei há quase 10 anos atrás me trouxe um certo peso no peito. E ver meus primos todos enormes (sendo que quando os vi pela última vez ainda eram pirralhos) me fez sentir mais ainda que o tempo se tornou algo totalmente confuso para mim. É difícil de explicar. Na verdade, nem sei por que estou dizendo tudo isso! O fato é que meu blog ficou um pouco mais velho e só lembrei de registrar isso agora.

    Que doideira.

    quarta-feira, 2 de maio de 2012

    Hooping



    Bamboleando na casa dos meus pais...

        

    quarta-feira, 18 de abril de 2012

    Meu marido e eu na MTV

    Terça-feira da semana passada meu marido e eu fomos participar da platéia do programa Rocka Rolla da MTV. Teve a participação do Falcão (que chegou de táxi com toda a sua conhecida indumentária, hahaha! Não achei que ele andasse na rua desse jeito, mas anda!) e a banda  Ozzmosis, que, para nossa surpresa, já chegou cumprimentando meu marido, chamando-o pelo nome, perguntando da banda dele e tudo mais, hahaha!

    A gravação foi muito engraçada, agitamos bastante e o pessoal nos tratou super bem. Procurei ficar num ponto onde eu pudesse aparecer mais, mas acabou que nem me filmaram tanto (eu, "aparecida!" Hahahaha!).

    O programa foi ao ar ontem, mas tem reprise hoje às 21h45 e domingo às 23h.

    Algumas das fotos que tiramos lá:

    Nelson e Falcão

    Falcão e eu 

    Banda tocando durante a gravação

    Nelson e o baterista da banda

    Ozzy, sua banda e o Detonator

    Detonator e eu!

    Cenário

    Gravando! (clica na foto que dá pra ver melhor)

    Detonator contando historinha e eu bem ao lado (eu apareci bastante nessa parte, hahaha!)

    Detonator com o CD da banda do meu marido

    Na entrada da MTV.

    Atualizado: Na página do programa no Facebook postaram algumas fotos da gravação em que Nelson e eu aparecemos:

    Agitando!

    Esperando a gravação começar

    Bem na hora em que estávamos nos beijando ♥

    Yeah!

    Yeah!!

    Yeah!!!

    Que zona.

    Atualizado 2: Já postaram o programa no site e o compartilho aqui, pra quem não tem acesso à MTV pela TV:




                       
    Atualizado 3 (hahaha!): Postaram um vídeo extra que gravamos e não foi ao ar, com a música "Crazy Train". Eu particularmente curti mais essa música, mas acho que não colocaram no programa pois era muito longo (o Rocka Rolla só tem 30 minutos). Dá uma olhada:

                        

    terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

    I'm having a crush...

    ... on Thin Lizzy =)


    Pois é, quem me conhece e me acompanha via Twitter/Facebook já deve estar de saco cheio de tanto que eu falo dessa banda. Eles me arrebataram com a mesma intensidade que os Beatles, e olha que isso não é pra qualquer um, hehehe!

    Sinceramente não me lembro da primeiríssima vez que ouvi o Lizzy; deve ter sido na Rádio Kiss FM, com a já mais do que manjada Whiskey in the jar (ou até mesmo com a também batida The Boys Are Back In Town). Só sei que, sempre que eu os ouvia por aí, percebia que o som deles tinha algo de muito marcante, tanto nas guitarras quanto nas letras. Fui me interessando cada vez mais pelo som e pedi para um colega me arranjar a discografia deles. Ouvi os discos, li sobre a história deles, assisti o documentário "Bad Reputation" e gamei definitivamente.

    Hoje os ouço à exaustão. Meu disco preferido é o Black Rose, para mim ele só tem músicas legais, tanto que acho até difícil dizer a que eu mais gosto. Mas uma que se destaca muito (na minha opinião) é a S&M: 


    Mas lógico que todos os outros discos deles são ótimos e adoro muitas e muitas outras músicas, como: Bad ReputationWith LoveDear miss lonely hearts (que, na verdade, é só do Phil Lynott)... etc, etc, etc... (a lista é infinita)

    Aliás, em relação à última música que citei, cheguei até a fazer um GIF do clipe dela:

    Publiquei esse GIF também aqui

    Apesar de o vocalista Phil Lynott ter falecido em 1986, o Thin Lizzy continua na ativa com uma formação bem diferente, mas mantendo o estilo original de suas músicas; depois de ter conseguido ver Paul McCartney e Ringo Starr de perto, meu maior sonho agora é poder ver essa banda ao vivo, e sei que um dia isso dará certo. Por enqüanto, me contento em vê-los tocar por aí, levando adiante o nome desse pessoal incrível (e que infelizmente não é muito reconhecido aqui no Brasil):

       

               
    Eu amo várias bandas, quem me conhece sabe bem disso. Mas é sempre maravilhoso quando você dá de cara com uma banda que até então você não conhecia e, de repente, descobre o quanto ela é incrível. É bem assim o que tenho sentido com o Lizzy. Lógico que os Beatles ainda estão e sempre estarão no topo da minha lista de bandas preferidas, mas agora vocês sabem qual está no 2º lugar ;)

    Scott Gorham, Brian Robertson,  Phil Lynott e Brian Downey (minha formação preferida dessa banda maravilhosa)

    sábado, 11 de fevereiro de 2012

    Meu primeiro GIF


    Quando vi no episódio "Treehouse of Horror XIV" dos Simpsons essa cena deles bamboleando, não tive dúvida: eu precisava fazer um GIF disso! Como até então eu nunca tinha feito nada do tipo, quebrei um pouco a cabeça, mas taí, consegui!
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...