terça-feira, 24 de maio de 2011

Amor tem idade?


Tenho visto muitas discussões à respeito das várias formas de amor, e o preconceito que muita gente ainda tem sobre isso, como por exemplo em relação à união homoafetiva. Mas uma coisa que acho muito engraçada é que (quase) ninguém fala do preconceito que as pessoas ainda têm com um outro tipo de casal que existe, e que nem é tão raro de se ver por aí: pessoas de idades muito diferentes juntas. Penso muito nisso, pois esse é o meu caso, afinal, meu marido é 22 anos mais velho que eu, e vira e mexe somos alvo de comentários e perguntas idiotas ridículas do tipo: "ela é sua filha?"

Não entendo como, em pleno século 21, ainda existam pessoas que acham estranho alguém amar outrem  mais velho  ou  mais novo. Quando comecei a namorar com o Nelson, meio mundo me olhou feio, até os meus pais chegaram a dizer que eu "não tinha vergonha na cara" de ficar com ele; mas aí, com o tempo, eles foram vendo que era muito melhor eu estar com alguém vivido e maduro o suficiente para me dar valor e me respeitar, do que namorar um moleque qualquer da mesma faixa etária que eu, mas que só tem merda na cabeça.

A sociedade em si, pelo que eu vejo, nunca deixou de ser hipócrita e hiper-conservadora em situações "diferentes" como essas. E, quer saber? Que se dane. Encaro e sempre encarei de frente e com toda a minha força esse tipo de coisa, pois se eu fosse me importar com opiniões toscas como essa de que: "é feio ficar com gente mais velha", hoje eu não estaria feliz e realizada com meu marido incrível que me trata super bem, me faz muito feliz, e que eu amo infinitamente.

O que me alegra é ver que não somos os únicos: fiquei sabendo outro dia que uma amiga minha está namorando um cara 25 anos mais velho que ela, e que eles estão muito felizes. Apóio os dois com todo o meu coração, pois, para mim, amor não tem idade. Grande exemplo disso é Charlie Chaplin: com 80 anos se casou com uma mulher de 50, e amou-a intensamente até morrer.

Se "qualquer maneira de amor vale a pena", amemos, simplesmente. Sem barreiras (físicas/mentais) nem medos, sem vergonhas (infundadas) nem temores.

O amor, se verdadeiro, só nos traz alegria.

3 comentários:

N. Lennon disse...

Ah, com certeza você está certo. Pessoal acha que o amor é um sistema calculado, mamãe, papai, filhinho... Ah, o que é isso né? Prefiro acreditar que o amor, o amor mesmo é aquele que não se "pede, nem se mede e não se repete".

Belo post!
Love is all you need <3

Thaís disse...

Já tive um namorado quase 20 anos mais velho que eu. Terminamos não por causa da diferença de idade, mas por um outro motivo qualquer.

Enquanto estivemos juntos fomos muito felizes. Nos entendíamos perfeitamente e éramos grandes amigos.

Enquanto as pessoas perdem tempo te criticando, vc ganha seu tempo sendo feliz.

Parabéns!

Aline Lacroc disse...

Obrigada pela visita no meu blog, resolvi vir conhecer o seu tbm.. e me encantei especialmente por este post.
Achei bacana conhecer um pouco mais de vc.. e concordo que amor não tem idade..
O meu caso é oposto do seu..hahaa
meu amorzin é 5 anos mais novo q eu.. Beijocas^^

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...