quinta-feira, 13 de maio de 2010

"All things must pass" (except one)

Tudo é transitório: a dor de cabeça, a conta atrasada, a dor, a vontade de fugir, a tristeza, as alegrias, as vontades, os desejos, os prazeres, as desigualdades, os desacertos, as músicas, o trabalho, os estudos, as conquistas, os livros, os filmes, as viagens, as manhãs, as chuvas, as sensações, as fases da lua, as noites, as tragédias, as celebrações, as opiniões, as modas...

a vida.

O que não é transitório é o amor. Esse, se verdadeiro, permanece, e vai muito além de todas as fronteiras que aparentemente nos barram.

E nos leva muito a frente de qualquer coisa temporal.

Digo isso porque sinto, amo, e sei que é meu amor é real, e nunca passará.

Sou obrigada a discordar do George Harrison: nem todas as coisas devem passar.



Nelson, te amo infinitamente.

6 comentários:

Danielle Starkey disse...

Que liiiiiindo isso!
Eu também acredito que o amor tem esse poder... das mais variadas maneiras.

Giovanna disse...

Que lindo =)

alegria de viver disse...

Olá querida
O amor é o unico sentimento perfeito, sem ele a vida não existe.
Você tem um coração lindo, as pessoas demoram para entender o amor.
Com muito carinho BJS.

Tata disse...

Oi Isa,

Te bloquiei é???kkkkk q pata q eu sou! Sorry! Não sabia quem era.... Volta lá q não bloqueio ok!
bjinhos

Caroline disse...

Para mim, o único sentimento que existe é o amor. Todo o resto são variações complexas dele.
poucas pessoas passam por essa vida aproveitando-o...poratnto, meus parabéns, e boa sorte ;D

Jay A. disse...

Nem todas as coisas devem passar :)

Mas acredito que todas as que passam deixam boas lembranças.

(Lembrei que fazia tmepo que eu não passava por aqui hoje, quando coloquei minha camiseta dos Beatles pra ir pra escola)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...