quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Sobre o Twitter

Tem gente que pensa que caí de pára-quedas no Twitter, e ainda questiona o fato de eu sempre ter falado mal desse negócio. O que esse pessoal não sabe é que eu tenho Twitter há séculos. Posso dizer que essa é a única modinha de internet que conheci antes mesmo de cair no gosto do povo (pelo menos dos brasileiros, porque na época já se falava disso por aí fora).

Foi em 2007, lendo uma edição da Revista Pix, que me deparei pela primeira vez com uma citação sobre o "pássaro azul". Logo vi que era uma proposta de site de relacionamentos meio chôcha. Sei lá, não me pareceu interessante ver o que as outras pessoas estão fazendo ou me preocupar em falar disso várias vezes ao dia. Ainda assim, resolvi criar minha conta e ver no que dava. Não deu em nada, pois como eu disse, naquela época pouca gente aqui no Brasil conhecia esse site. E como eu não estava muito a fim de ver o que gente desconhecida fazia, desisti de mexer com isso e abandonei minha conta.

Foi a partir daí que comecei a falar mal do Twitter. Achava chato mesmo. Mas, como todo mundo sabe, a moda pegou, e aí vi que talvez a coisa pudesse ter ficado mais interessante. E reativei minha conta.
Continuo achando algo sem graça. Leio muita coisa das pessoas que sigo e sempre fico com cara de "tá, mas e daí?". Realmente vez ou outra tem algumas coisas legaizinhas e tal, mas é raro.
O que mais me diverte nesse troço é que posso monologar. Principalmente quando me dá a louca e fico hiperativa (coisa que tem acontecido demais ultimamente), uso esse sitezinho para despejar meu nonsense descabido. Aí até que é divertidinho.

So, why don't you follow me??

;)

3 comentários:

Benedictus (Eduardo Bento) disse...

Isa sumida e revoltada! Rsrsrs... :-p

Eu também não sou um grande fã do Twitter, por vários motivos, muitos dos quais eu me identifico com os teus motivos, porém, o principal de todos é: PARA MIM O TWITTER NÃO PASSA DE UM MONÓLOGO DE LOUCOS... Exatamente isso, as pessoas jogam frases lá, como se as razões fossem somente brincadeiras do nosso logos, quando, a meu ver, poderiam gastar o tempo com informações e/ou leituras muito mais importantes para um ethos mais voltado para questões essenciais, ou melhor, dizendo, menos redundantes. Não há graça em dizer: "Ah, hoje eu acordei, escovei os dentes, tomei café, assisti TV (rede Globo ou Record), almocei, fui ao shopping, voltei pra casa, jantei e dormi."
Parece-me um tanto quando "diário de princesa", o Twitter...


Um grande beijo para você, querida,

Eduardo Bento.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Tem coisas desnecessárias e o twitter é uma delas, também abandonei sem paciência, melhor escrever poemas.
Estou sempre por aqui, leio tudo que você escreve.
Com muito carinho BJS.

'Carraro disse...

a novidade sempre é bem aceita quando é bem lançada xD vide Orkut. o fato de ele ser só por convite, fazia dele um sucesso! mesmo sendo tão simples nessa epoca xD eu nao tenho nada contra o humilde twitter... mas nao me vejo usando essa budega xD só se for pra colocar "frasesinhas" expertas como "intestino preso? coma feijoada com manteiga! é tiro e queda, e bota queda nisso!" resumindo, pra registrar tudo de(in)util que eu falo xD.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...