sexta-feira, 10 de julho de 2009

A melhor vingança é ser feliz

Fiquei meio decepcionada. Disse pra meio mundo da minha alegria de ter passado entre os primeiros colocados na prova da ETEc e poucos demonstraram comoção de verdade. O pior de todos foi ele, meu namorado, o cara que naturalmente devia ficar bem com o meu bem estar. Ele apenas resmungou, quer dizer, fez um barulho meio parecido com um gemido mau-humorado. Nada mais. Nem um "legal" frio pra disfarçar. Justo o cara que tanto diz que me ama.

Mesma coisa foi com a pessoinha que falou várias vezes que queria me ver bem, que ficava feliz em me ver feliz. Que jurava que era minha amiga. Ela, que, mesmo já de cara virada pra mim, ainda assim me mandou mensagem pra dizer como foi ter ido na Led Slay pela primeira vez. Por isso mesmo a besta aqui pensou: "ah, acho que mesmo ela estando chateada comigo, vai ficar pelo menos um pouco feliz de saber da minha alegria". Mera ilusão minha. Porque a queridinha simplesmente apagou o recado que deixei.

Fiquei mal com isso tudo, mas minha tristeza durou pouco. Lembrei de repente do que li uma vez no blog da Cristiana Guerra:

"Entendi há pouco o sentido da frase que diz que 'o mineiro só é solidário no câncer'. As pessoas têm mais dificuldade de nos ver alegres, em evidência, chamando atenção. Não estão tão preparadas para isso quanto estão para nos ajudar no meio da tragédia. Esse aprendizado foi o mais duro. Entender que, ao contrário do que sempre pensamos, é nos momentos felizes que sabemos quais são os nossos verdadeiros amigos: aqueles que, além de ajudar, se contentam ainda mais com a nossa felicidade e continuam perto de nós, independente do nosso estado de espírito."

E é isso mesmo. Muitas pessoas só querem mesmo é ver a gente por baixo pra poderem nos consolar, tirarem uma de que são "grandes pessoas solidárias" e de quebra se sentirem superiores a nós. E quando vêem a gente se erguendo (muitas vezes contando apenas com nossa própria força, sem precisar de ninguém) sentem despeito. No mínimo porque sabem que não são capazes de fazer igual ou melhor. Vão sempre viver essa vidinha de merda, e querem que a gente fique também na mesma posição medíocre.

Não babies, não vou dar esse gostinho à vocês que só me querem pra baixo. Vou ser muito maior do que tudo o que vocês nunca nem imaginaram um dia conseguir.

Fica aqui o meu recado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...