terça-feira, 2 de junho de 2009

De algumas coisas que odeio

Odeio gente falsa, gente que não sabe o que quer, gente mal comida, gente tosca e invejosa, gente mal resolvida. Odeio gente que se apega à manias absurdas para poder se esquecer de seus problemas ao invés de encará-los de frente. Odeio sanguessugas. Odeio gente que menospreza minha inteligência achando que com histórias absurdas conseguem me ludibriar...
E principalmente: odeio gente covarde.
Esse povinho que não tem coragem de falar na cara o que incomoda, que prefere fazer intrigas e falar mal pelas costas do que resolver logo tudo de uma vez. Odeio de verdade quem não tem a mínima coragem de fazer qualquer coisa pra melhorar a própria situação, que tem medo da reação dos outros e vive paralisado. Pior de tudo é essa gente que além de ser covarde e ter inveja de quem não é, ainda quer que as pessoas ao seu redor também sejam.
O que me consola é que pessoas desse tipo um dia acabam tendo de aprender, de um jeito ou de outro, como sua postura é ridícula. Só depois que quebram a cara é conseguem ver o papel de besta que faziam voluntáriamente.

8 comentários:

bemviver disse...

Olá querida, você tem razão é muito dificil conviver com gente falsa, sinto que é falta de amor. Meu carinho BJS.

Gabriel Seabra ' disse...

é, daí eles quem se fodem! EHSUHEUHSUE

odeio gente assim tbm ;)

Beatriz disse...

essa gente passa... já dizia Mário Quintana:" todos esses que aí estão, atravancando o meu caminho, estes passarão e eu passarinho."

Lidia Zuin disse...

seria meio escroto se eu dissesse que eu odeio quase todo tipo de pessoa?

Gi disse...

Nesses casos, infelizmente (ou felizmente) o único jeito é mesmo deixar quebrar a cara, para a pessoa se ligar um pouco.

Rafael Carraro disse...

É realmente chato ter que conviver com gente assim... mas deixa eles xD assim eles nao aproveitam as oportunidades e nós as conseguimos não é? =D adorei o texto maninha! muito forte e marcante *-*

disse...

Conviver com esse tipo de pessoa não tem quem ature muito tempo. Mas se não fossem elas, não teriamos o parâmetro do que é uma pessoa legal, confiável. Por isso, depois da raiva, e da alegria quando quebram a cara, temos que propor um brinde. Viva as pessoas que atravancam nossas vidas para que possamos dar valor as pessoas que reamente merecem.

filosofei.com

hahaha


:*

Caroline disse...

São fantasmas já percebeu? São somente sombras daquilo que poderiam ser. È uma pena, porque se quebrassem sua própria covardia, talvez o mundo fosse mais belo e as pessoas mais autenticas. Viveriamos sem esperar a próxima paulada. De certa forma, o mundo seria mais arriscado e mais feliz. Obg pela visita no meu blog :D, posso te colocar nos meus favoritos? *_*
BjO´s

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...