quarta-feira, 22 de abril de 2009

Nonsense

Aquela sensação suave, que parece melancolia, mas que ao mesmo tempo traz uma tranqüilidade raramente sentida. Uma certa saudade de coisas desconhecidas, a respiração levemente pesada, compassada, e o arrepio.
Incerteza de tudo, mas um certo brilho. Sem saber o que dizer, sem saber o que pensar, apenas sentindo.
O tempo passando, as expectativas crescendo, e a vontade de estar ao lado dele o máximo de tempo possível cada vez maior.
Vontade de ter o que não se pode, pelo menos por enqüanto não. Muita vontade.
E a suavidade de tudo isso fluindo cada vez mais ao redor.

6 comentários:

Olívia disse...

eu sempre tenho vontade de ter o que nao posso..
como está de feriado?
:)

LILI LARANJO disse...



Estou só…
Brinco com as letras…
Tento uni-las…
E formar palavras…

Palavras lindas…
Palavras doces…
Que me consolem
Que me aqueçam
E que façam…
Com que eu esqueça! …

Tudo é feio…
Tudo é miséria…
Tudo é dor…
E que eu…
Sinta por fim…
O que é o Amor!...




Lili Laranjo

bemviver disse...

Oiiiii querida obrigada pela visita volte sempre.Adoro ler o que você escreve,muito bom mesmo.BJS.

disse...

obrigadaa, viu? ;~))

Acho que vais casar! Sei lá, o texto me passou isso! haha :D

e essa sensação de tranquilidade e ao mesmo tempo inquietação, acontece comigo também. o tempo todo.

Beatriz disse...

Foto e texto se uniram lindamente.

bemviver disse...

Oi querida passei para saber se está tudo bem, meu carinho BJS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...