quinta-feira, 17 de julho de 2008

Thinking

Liberdade é talvez um conceito muito mais prático que teórico.Mas ainda sim é algo real.Esse discurso cético de que liberdade é algo que não existe absolutamente,é um tanto quanto extremista. Afinal,se fosse algo apenas imaginário,como explicar o impulso criativo que sentimos diante de alguns momentos ao longo da vida?Pra mim,só pode ser algo que liberta.
Liberdade é algo talvez tão pessoal que por isso mesmo seja tão difícil criar uma única definição a respeito. É o tipo de abstração que só pode ser vislumbrada com uma boa dose de... liberdade.
Mas de uma coisa se pode ter certeza: ela está muito longe de ser apenas a "capacidade de sair por aí sem dar satisfação a ninguém",esse é só um lado minúsculo do todo.
Tranquilidade é liberdade,criação também.Poder ter certeza do que ser quer é uma forma de se sentir livre,assim como ter certeza da falta de certeza também é se libertar. Porque liberdade é a arte da escolha: a de ser como se é e de também não querer ser,a de poder fazer ou não,etc,etc.
Até nos momentos em que nos limitamos estamos sendo livres para poder nos limitar,afinal essa é uma opção nossa. No fundo,talvez liberdade nem seja algo tão expansivo,mas que está intrínseco em cada momento do dia a dia,de acordo com o pensamento de cada um e do espaço em que se encontra.
Há momentos em que parece mais fácil senti-la. Mas ela está sempre conosco.
Poucos se dão conta de como são livres,pois se apegam a convenções e ciladas do ego,mas liberdade pra mim é assim: simplicidade,opções,respeito e muita,muita tranquilidade.
Meus pais são livres,meus amigos nem tanto,John Lennon era livre e muitos gênios também;me sinto hoje mais livre que há anos atrás,pois descobri que no fundo só nos resta sermos tranquilos,e não nos abalarmos com besteiras,pois isso é perda de tempo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...