sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Janis



Um capacidade vocal incrível,trejeitos loucos,e uma sede de ser ouvida.Janis impressionou e impressiona milhares de pessoas ao longo dos anos,e comigo não foi diferente quando tive meu primeiro contato com seu trabalho.

Sua sensibilidade,melancolia explosivamente alegre,e seu vestuário me inspiram e impulsionam.Nenhuma outra mulher conseguiu deixar tão forte sua marca no Rock.

Ela,que tinha uma péssima auto-estima,era ridicularizada pelos colegas e não acreditava na vida,deu a volta por cima em todos os sentidos,e mandou um "fuck you all" pra quem não a queria.

Eu sempre quis ser como ela,mas agora que descobri que ser eu mesma também é legal,quero considerá-la como a irmã mais velha que nunca tive.

Nos momentos mais irritantes,lembrar da força dessa garota me deixa mais feliz.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

News

Outro dia,mexendo em ums cadernos antigos,achei um rascunho que fiz na 8ª série,de um jornal fictício pra escola.Não pude deixar de rir com as notícias do mundo da música que inventei.Tanto,que escrevi coisas do tipo:

"Jim Morrison e Janis Joplin anunciam casamento
O enlace será no dia 20/06/69 e a comemoração será no Salão Celestial Aura Azul.Contará com a participação de John Lennon,George Harrison,Elvis Presley e muitos outros grandes nomes."


Até notícias tristes como essa:

"Bob Dylan anuncia que vai se aposentar
Por incrível que pareça,o talentoso músico Bob Dylan disse em entrevista que está abandonando a vida de celebridade,e que de agora em diante vai se dedicar à fabricação de guitarras havaianas."

E a que eu mais gostei:

"Encontrados rascunhos de John Lennon que resultarão em livro
Em uma tábua solta do chão do apartamento do músico John Lennon foram encontrados diversos desenhos psicodélicos e uma agenda com uma história que,além de ser inédita,é completamente fora do comum,como era de se esperar de um artista como esse.Ela conta a saga de uma menina para achar a chave da ferradura de um camelo que fala:para isso ela conta com a ajuda de um cachorro caolho,um gato intelectual,uma barata gigante,um ventilador verde e uma antena parabólica.Mas,no meio do caminho ela encontra um garoto baixinho que a faz mudar completamente seus planos.O nome da história é 'O submarino azul' e tem esse nome em homenagem à cor dos olhos do primeiro amor da personagem e pelo fato de um submarino participar da trama do livro."

Bom,dá pra ver que lucura não muda com o tempo!

segunda-feira, 26 de novembro de 2007


Alegria setentista

Pô bicho,quer curtição maior do que viver?É só saber levar tudo numa boa,sem grilo,que tudo vem ao nosso favor.Como diz meu pai:"a vida é uma obra de arte,e cada um de nós é um artista".Tem tanta coisa linda por aí:o sol,as flores,a lua,as pessoas(ah,as pessoas!)...Tudo o que há pra conhecer é o maior barato,pode crer!
Pra mim,a melhor forma de curtir ao máximo é olhar pra tudo como que através de um caleidoscópio,com muita cor,luz,reflexos;ver além do que existe,deixar sonho e realidade se fundirem numa perspectiva surreal.Captar a poesia que paira no ar em cada momentoe transformar tudo isso em música,arte...Ir além do cotidiano e perceber que tudo tem um sentido meio nostálgico,mas desconcertantemente lindo,como um filme em super 8.
Com paz e amor sempre,tudo de bom acontece!

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Ponto

O confronto sadio entre opiniões divergentes é sempre vantajoso para as partes envolvidas.Todas as formas de se conhecer novas expessões,as várias maneiras de se analisar diversos aspectos,e diferentes conclusões que podemos tirar das situações sempre nos trazem uma bagagem muito útil,e isso logicamente é bom.
Mas é realmente maravilhoso saber que podemos ter ao nosso lado pessoas com visão parecida com a nossa.Sentir que se pode complementar a observação de alguém (principalmente quando essa observação é inteligente) é pra mim uma das coisas qua mais trazem sentido às relações humanas.
Talvez esse seja um dos pontos principais pra que a situação do mundo atual (que tá uma droga) possa melhorar:Pessoas com ponto de vista parecido se unirem para discutir e realizar,ao invés de se perder tempo com futilidades.

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Yes

Sempre tive curiosidade de saber sobre o estado da Yoko,e realmente me assustei ao ver o quanto ela está conservada,quero estar assim quando tiver a idade dela!!
Como qualquer fã dos Beatles,tive muita raiva e ciúme dessa doida,até entender que não foi ela que mudou a cabeça do John,e sim o amor que ele sentia por ela.Pode parecer a mesma coisa,mas há uma diferença sutil nisso tudo.
O fato é que até hoje Yoko Ono consegue chamar a atenção à sua pessoa e trabalho,de um jeito ou de outro.
Nunca etendi essa arte vanguardista,mas com certeza ela deve fazer algum sentido;talvez devêssemos aprender a lidar com formas de expressão loucas como essa desde pequenos,afinal,pra que mais serve a escola??
Acho muito doida a forma como John se apaixonou por Yoko:subiu numa escada e,usando uma lupa,leu no teto a palavra "sim".
Será que isso tem algum sentido??
Yoko respode:yes.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Cores


Quando tudo estava certo,e nenhuma dúvida existia,a luz atravessou o cristal e jogou múltiplos raios e nuances em todo o lugar.
Já estava feito.Tudo o que se podia fazer era sentar e vigiar os reflexos que urgiam ao longo do caminho.
Se fosse em algum tempo longínquo,tudo seria diferente;a dor não deixaria que a beleza fluísse.
Mas agora,o mais importante era flutuar.

Now??

Sempre fui avessa à atualidade.Qual a graça do que tem acontecido?De umas décadas pra cá,só se fez burrice,as pessoas cada vez mais se importam com futilidades absurdas,e o que realmente vale a pena fica cada vez mais em segundo plano.
A música tá uma droga,a moda horrível,os valores nem existem mais(praticamente).E o que se faz pra melhorar isso?Nada,ninguém tá muito a fim de que as coisas melhorem.Bom,se tem alguém que quer mudar alguma coisa,ou é muito covarde pra não ter feito nada ainda,ou tá fazendo do jeito errado.
Pelo jeito as coisas vão ficar assim por muito tempo,isso se não piorarem.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Beatlemania

Começou quando eu tinha uns 10,11 anos, com um comercial de um cd deles,e só foi piorando. Depois que vi um especial deles então,foi caso perdido.
Comcei a querer tudo:livros,revistas,cds,disco,camisetas...
Os Beatles embalam a minha vida,me ensinaram muito,com certeza eu não seria a mesma se não tivesse conhecido eles.
Sou muito tiete,mas adoro dizer que sou Beatlemaníaca.
Yeah,yeah,yeah!!

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

The people

As pessoas me impressionam...quando menos esperamos elas fazem coisas incríveis,ou grandes burradas.
Algumas que mais gostamos e/ou confiamos as vezes podem nos decepcionar.
Outras que nem esperávamos mais nada nos surpreendem se revelando grandes pessoas.
Gostaria de entender por que isso acontece.
Não sei qual a a visão que os outros têm de mim,mas não quero causar esse tipo de confusão à ninguém.

segunda-feira, 25 de junho de 2007

oh vida

Mesmo com algumas decepções,viver vale a pena.Não sei por que tanta gente se perturba tanto.
é só saber ir levando.
Não que eu goste de comodismo,mas tem horas em que se preocupar demais só nos deixa loucos.
E o mundo já é tão doido...

terça-feira, 12 de junho de 2007

numa boa

Tenho estado tão tranquila que nem me reconheço...logo eu,que sempre fui uma pilha de nervos...descobri que não tenho motivos para me atormentar.

sábado, 2 de junho de 2007

...

É engraçado,sempre fui uma pessoa muito positiva:mesmo quebrando a cara milhões de vezes,nunca deixei o desânimo me dominar.
Mas ultimamente percebi que adotei uma postura bem fora do meu normal:não tenho mais esperanças.É um grande paradoxo,mas em um aspecto específico de minha vida,a melhor forma de agir positivamente comigo mesma é anulando qualquer espectativa.Não me deixo mais esperar nada de ninguém.

Dancing with myself

Eu sempre esperei por alguém que me tirasse pra dançar,mas isso praticamente nunca aconteceu.Todas as vezes em que as melhores músicas tocaram e muitas possibilidades surgiram,nada do que eu esperava realmente se realizou,e eu acabei quebrando a cara.Fiquei sem dançar com ningém.Isso tem se repetido há muitos anos e eu já cheguei a pensar que era minha sina.
Mas percebi que eu estava dependendo demais das pessoas.Eu sempre tentei criar novas formas de dançar,mas todas precisavam de um parceiro.Agora deicidi que vou dançar comigo mesma.
Afinal,tantas pessoas que conheço conseguem criar passos incríveis,se virar super bem...Eu sei que posso sair dançando numa boa,é só eu não me preocupar.

sábado, 26 de maio de 2007

The beginning

Começar é sempre estranho...eu como sou a insegurança em pessoa,sempre tenho medo de começar tudo,porque tenho muito medo de me ferrar.
Espero que as próximas vezes que eu começar algo,eu possa acreditar um pouco mais em mim.
Pô,nem acredito que estreei meu blog com um post tão ruim!
Péssimo começo...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...